ASSEMBLEIA-GERAL DO BANCO BIC ANALISA O PENÚLTIMO ANO DE GESTÃO DE HUGO TELES

A assembleia-geral de accionistas do Banco BIC analisou ontem, 18 de Abril, o penúltimo ano da gestão de Hugo Teles à frente da presidência da comissão executiva. Ao encerrar o ano de 2023 com o quinto melhor resultado em ganhos financeiros entre os bancos nacionais, a instituição tinha em pauta uma série de temas relevantes.

A reunião, convocada por Manuel Pinheiro Fernandes, presidente da mesa da assembleia, abordou detalhadamente as demonstrações financeiras agregadas do universo BIC, além do desempenho da administração e fiscalização da sociedade ao longo do ano passado.

Um dos pontos em destaque era a aplicação do lucro obtido em 2023, bem como a política de remuneração para 2024. No último ano, o banco registou um aumento significativo de 41% no resultado líquido, passando de 41,6 mil milhões Kz (50 milhões USD) em 2022 para os actuais 58,5 mil milhões Kz (70,6 milhões USD).

Actualmente, a estrutura accionista do Banco BIC é composta por 12 entidades, com a Sociedade de Participações Financeiras, Lda. a controlar 25% das acções. O segundo maior accionista é Fernando Teles, com 20%, seguido pela Finisantoro Holding Limited, de Isabel dos Santos, com 17,5% do capital. Outros accionistas incluem Luís Manuel Cortez dos Santos, Manuel Pinheiro Fernandes, Sebastião Bastos Lavrador e cinco pequenos accionistas que repartem 1% do capital.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Solverwp- WordPress Theme and Plugin