Produto Interno Bruto do país regista aumento de 1,4%.

De acordo dados do INE-Instituto Nacional de Estatística, o Produto Interno Bruto do país cresceu 1,4% em termos homólogos no quarto trimestre de 2023 face ao mesmo período, do ano de 2022. No que toca ao PIB anual preliminar, resultante dos quatro trimestres de 2023, os dados indicam que a economia angolana cresceu 0,9% comparado a 2022.

As actividades que mais contribuíram, em termos de participação, e constituíram factores importantes para o desempenho da actividade no PIB do IV Trimestre de 2023 foram: Extracção e Refinação do petróleo bruto e gás natural com 30,9%; Comércio 20,8%; Agro-pecuária e Silvicultura 8,1%; Outros Serviços 7,6%; Produtos da Indústria Transformadora 9,2%; Pescas 6,5%; Serviços Imobiliários 3,2%; Construção 5,8% e Administração Pública, Defesa e Segurança Social Obrigatória 2%.

O PIB no acumulado do ano até ao quarto trimestre de 2023 cresceu 0,9% em relação a igual período de 2022. Esta variação positiva, segundo o INE, é atribuído fundamentalmente às actividades de: Agro-pecuária com 2,7%; pescas 2,8%; extracção de diamantes 12,2%; produto da indústria transformadora 1,4%; electricidade e águas 5,3%; comércio 2,4%; transporte e armazenagem 0,8%; correios e telecomunicações 1,4%; serviços imobiliários e aluguer 2,8%, e outros Serviços 2,1%.

O sector Agro-pecuário teve um crescimento de 6,2% no quarto trimestre de 2023, em relação ao trimestre homólogo, contribuindo positivamente em 1,43 p.p na variação total do PIB. Esta variação deveu-se ao aumento significativo na produção das culturas agrícolas, bem como dos produtos do sector pecuário no período em referência.

Já o sector das pescas teve um crescimento de 1,7%, no último trimestre de 2023, em relação ao trimestre homólogo, contribuindo positivamente em 0,35 p.p, na variação total do PIB.

O crescimento desacelerado do sector pesqueiro no trimestre em referência foi influenciado pela queda da pesca industrial e semi-industrial pelo facto do declínio da captura de sardinelas que representam 35% do volume de captura. Ao mesmo tempo, a pesca artesanal aumentou as embarcações, melhorou a cobertura da amostra e a qualidade da recolha dos dados nos principais pontos de recolha.

No que se refere à extracção e refinação de petróleo cresceu em 2,2 %, no quarto trimestre de 2023, em relação ao trimestre homólogo, contribuindo, positivamente, em 2,54 p.p, na variação total do PIB. A variação positiva do sector justifica-se pelo facto de ter registado aumento das quantidades extraídas de petróleo em relação ao período homólogo, sendo este o volante da actividade com um peso acima de 90%.

Na extracção de diamantes, minerais metálicos e de outros minerais não metálicos, teve um crescimento de 6,1% no quarto trimestre de 2023, contribuindo, positivamente, em 0,68 p.p, na variação total do PIB. O crescimento do sector deveu-se ao aumento das quantidades extraídas de diamantes, sal e rochas em relação ao período homólogo.

No que se refere a indústria transformadora teve um crescimento de 3,6%, no IV trimestre de 2023, contribuindo, positivamente, em 0,82 p.p, na variação total do PIB. Este aumento deveu-se a variação positiva nos sectores de abate de animais, preparação e conservação de carne, peixe, frutas e de produtos hortícolas; moagem de cereais e fabricação de amidos, féculas e seus derivados; fabricação de obras de madeira, excepto mobília, fabricação de pasta de papel e cartão, edição e impressão, que tiveram uma participação no sector de 68,98%

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Solverwp- WordPress Theme and Plugin